Procurar temas

Carregando...

sábado, 8 de janeiro de 2011

Os Grandes Wallendas: A glória e a morte no circo

 

Os Grandes Wallendas, a mais famosa família de equilibristas da história: uma trajetória brilhante, mas repleta de tragédias

Karl Wallenda, o maior equilibrista da história, teve um destino Trágico


"Life is being on the wire, everything else is just waiting." 
("Viver é estar no arame, todo o resto é apenas esperar") 

Karl Wallenda

O Alemão Karl Wallenda nasceu em 1905 no seio de uma família de artistas de circo cuja história remetia ao século XVIII, e tornou-se o mais corajoso e criativo equilibrista da história. No arame desde os 6 anos de idade, experimentou o sucesso com números usando bicicletas, e aos 42 anos, criou em 1947 o mais impressionante número de Equilibrismo da história: A Pirâmide Humana.

Assista a um fantástico vídeo dos Wallendas feito em 1966

Clique no link do vídeo acima para ver a Pirâmide Humana...

Tratava-se da formação de uma pirâmide com 3 andares, sendo o primeiro formado por 4 homens, o segundo por 2 homens, e o terceiro por uma mulher equilibrando-se sobre uma cadeira, tudo isto com membros de sua família e sem redes de proteção.


A Pirâmide Humana:  Sem redes de proteção, era um número extremamente arriscado

Qualquer erro causaria o colapso de toda a estrutura, derrubando todos os participantes.


Durante 14 anos o número foi sucesso em todo o mundo, até que em uma noite de 1962 em Detroit, o integrante da base dianteira da pirâmide perdeu o equilíbrio, e todos caíram. Quatro dos sete participantes não conseguiram se segurar nos arames e caíram ao solo. O sonho de Wallenda tornava-se um pesadelo. Na queda, seu genro e um dos sobrinhos morreram, e seu filho adotivo ficou paraplégico.


Manchete dos jornais da época


Foto histórica, tirada por um espectador no momento da queda dos Wallendas em Detroit-1962


Mas quem pensava que a carreira dos Wallendas teria terminado naquela noite se enganou. Na noite seguinte, Karl já apresentou uma versão abreviada do número.

Nos 16 anos seguintes, Karl fez shows em todo mundo, com apresentações sem nenhuma proteção, tão fantásticas como perigosas. Atravessar o Rio Tâmisa, Estádios de Futebol ou Desfiladeiros tornara-se rotina, até o fatídico 22 de Março de 1978, quando iniciou a travessia entre 2 torres do Condado Plaza Hotel, na cidade de San Juan, em Porto Rico.

Wallenda atravessando a Garganta Tallulah, na Geórgia, em 1970

Travessia de Karl Wallenda sobre estádio em Philadelphia, no Memorial Day de 1976

Atravessando o Rio Tâmisa em Londres, também em 1976. Karl Wallenda tinha 71 anos de idade

No meio do número, ventos fortes começaram a desequilibrar Karl, já não tão resistente aos 73 anos de idade. Infelizmente o patriarca dos Wallendas caiu para a morte, registrada e transmitida ao vivo para milhões de pessoas.

Veja o impressionante vídeo da morte de Karl Wallenda


Mesmo com a morte de seu patriarca, a família Wallenda continuou seus números pelos arames do mundo. No ano seguinte ao trágico acidente de Karl, seu neto Rick Wallenda atravessou o mesmo percurso que matou o avô, como uma forma de "homenagem". 

O belo Condado Plaza Hotel em San Juan. Triste lembrança para os Wallendas

Recentemente, um grupo de netos e bisnetos da família Wallenda reeditaram o número da Pirâmide Humana.

Descendentes de Karl Wallenda reeditando a Pirâmide Humana


Nenhum comentário:

Postar um comentário